Ao utilizar nossa página web você aceita a nossa política de cookies. Clique aqui para mais informação. Eu aceito

O Brexit pode impactar no turismo da Europa?

Mapa da Europa

Possíveis consequências do Brexit

Desde 2016 o termo Brexit tem circulado nos noticiários de todo o mundo. O termo, que é uma é uma abreviação para “British exit” (“saída britânica”, na tradução literal para o português), é dado à decisão do Reino Unido de sair da União Europeia. Essa é a primeira vez que um país-membro pede para deixar de fazer parte do bloco econômico, o que gerou muitas polêmicas e dúvidas sobre o futuro.

O pedido oficial da saída foi feito em 2017, com o prazo de 2 anos para o Brexit, saída do Reino Unido na União Europeia, acontecer. Essa data chegou e nada de efetivo aconteceu. As propostas apresentadas como planos de saída não foram bem aceitas, o que faz com que o prazo continue sendo estendido.

A verdade é que, além da população do Reino Unido, existem efeitos do Brexit no turismo que podem impactar cidadãos de todo o mundo – e esse é um dos motivos pelos quais a discussão sobre a saída continua. Por enquanto, as negociações do Reino Unido e Brexit parecem estar longe de uma conclusão.

Quais efeitos o Brexit terá no Reino Unido?

Como o Brexit saída do Reino Unido é o primeiro caso de desmembramento da União Europeia, não é possível ter certeza de quais serão os efeitos do pedido para o país. Porém, existem previsões que apontam para um impacto na economia, na política e na sociedade, tanto no Reino Unido quanto na Europa.

Muitas coisas precisam ser revistas no Reino Unido, já que as consequências vão além dos efeitos do Brexit no turismo. Um dos maiores exemplos está na legislação, já que o Brexit vai fazer com que leis da União Europeia percam a validade no Reino Unido, incluindo a livre circulação e estadia dos cidadãos europeus em território inglês.

A imigração é algo sensível porque, em diversos setores da economia britânica, são os imigrantes que lideram a força de trabalho. Na agricultura e na construção civil, muitos dos operários são de países vizinhos, que com o Brexit precisarão aplicar para outros tipos de visto ou voltar para sua cidade natal.

Além disso, um dos pontos mais importantes na relação Reino Unido e Brexit é o pagamento de uma multa milionária pela saída do bloco econômico, que pode impactar as finanças do Estado. A economia deve ainda sofrer com o fechamento das fronteiras, que vão encarecer os produtos desenvolvidos no país, causando uma retração no PIB britânico.

Como isso afetará o turismo?

Mas será que haverá consequências Brexit no turismo? Com a saída do Reino Unido da União Europeia, algumas coisas devem mudar para o turista, ainda que nada de impactante esteja previsto. Isso porque, antes mesmo da discussão Reino Unido e Brexit existir, o país já contava com políticas próprias para a imigração, especialmente por não fazer parte do Espaço Schengen.

Um bom exemplo está no Visto de Turismo dado aos brasileiros. Enquanto os países do Espaço Schengen permitem 90 dias em seu território, renováveis após 180 dias fora, o Reino Unido sempre teve uma política individual. Ou seja, o agente de imigração concede um visto válido por tempo determinado para cada pessoa, que pode ir de alguns dias a 6 meses. Nesse sentido, nada deve mudar, ou seja, sem efeitos do Brexit no turismo.

Por outro lado, o Brexit saída do Reino Unido pode fazer com que as fronteiras britânicas fiquem ainda mais exigentes, seja nos documentos apresentados pelos estrangeiros ou na quantidade de dinheiro necessária para uma estadia. Essa é uma das consequências Brexit no turismo que afeta os brasileiros com dupla cidadania, uma vez que perdem a liberdade oferecida pela União Europeia em território inglês.

Há quem diga que um dos efeitos do Brexit no turismo positivo está na desvalorização da Libra Esterlina, que sempre foi a moeda oficial do país e costuma estar entre os câmbios mais altos do mundo. Ou seja, é possível que nessa disputa de Reino Unido e Brexit, o turista brasileiro gaste menos em sua viagem.

Enquanto o Brexit é definido e as discussões sobre o afastamento do Reino Unido continuam, as regras de entrada e saída do país continuam as mesmas. Por isso, antes que as consequências Brexit no turismo cheguem para os brasileiros, aproveite para fazer sua viagem. Não se esqueça de contar com um passaporte válido, conferir os documentos exigidos no Portal Consular da região e tirar sua permissão de viagem ETIAS, caso a ideia seja combinar este com outros destinos da União Europeia.